Alunos da EPCISAVE no “Pregão” das Festas Nicolinas

Hercilio CostaNotícias

Pregao das Festas Nicolinas

Os alunos da Escola Profissional CISAVE assistiram ao «Pregão», número das Festas Nicolinas, que decorrem até este sábado em Guimarães.
O «Pregão» servia antigamente para anunciar as Festas Nicolinas, em véspera do dia de São Nicolau, patrono dos estudantes, consistindo na declamação de um texto satírico-retórico, da autoria de Novos ou Velhos nicolinos, recitado de modo entusiasta por um estudante, que é o “Pregoeiro”, sendo sempre escolhido de entre os 10 elementos da Comissão de Festas.

As Festas Nicolinas têm a sua origem na devoção religiosa dedicada a São Nicolau que era oriundo da Ásia Menor e terá vivido nos séc. III e IV. Julga-se que terá sido Bispo em Mira, Turquia.

Este culto terá chegado até Guimarães através dos peregrinos de vários pontos do país e do estrangeiro que aqui se deslocavam para venerarem Nossa Senhora de Guimarães (Padroeira de Portugal até ao séc. XVII), e também através da passagem de romeiros de/e para Santiago de Compostela que terão deixado como marca a sua devoção a S. Nicolau.
Este culto, desenvolvido entre o povo, foi mais tarde apropriado pelos estudantes que constituíram uma capela em honra de São Nicolau (entre 1661 e 1663) na Igreja Nossa Senhora da Oliveira, e aí sediaram a sua Irmandade.

Inicialmente, as festas só eram celebradas no dia que está reservado no calendário religioso a S. Nicolau, dia 6 de Dezembro. Nesse dia de manhã, os estudantes participavam na missa com sermão e de tarde, as celebrações assumiam um carácter profano com a realização de jogos populares.
Com o passar dos tempos, verificou-se que um dia para festejos a S. Nicolau não era suficiente, pelo que nos mesmos foi também incluído o dia 5. Assim S. Nicolau passou a ser celebrado nos dias 5 e 6 de Dezembro. No dia 5, era anunciado o programa do dia 6 através de um pregoeiro que percorria as ruas da cidade.

Mais tarde os festejos foram alargados a oito dias, sendo o seu início a 29 de Novembro – com o Cortejo do Pinheiro – e o seu término a 7 de Dezembro – com o Baile da Saudade.