A Escola Profissional CISAVE, desde a sua criação em 11 de Setembro de 1991, através de um Contrato-Programa assinado com o Ministério de Educação (GETAP – Gabinete de Educação Tecnológica Artística e Profissional) tem registado, ano após ano, um envolvimento cada vez mais acentuado na comunidade local e regional, aspeto esse visível quer através da adesão dos alunos às propostas de formação apresentadas pela Escola quer pela procura, por parte do tecido empresarial dos jovens técnicos aqui formados. Efetivamente, a inserção da Escola numa região densamente povoada, a qualidade e atualização dos cursos ministrados e a facilidade com que os recém-formados têm sido absorvidos pelo mercado de trabalho permitiu ao longo de quase três décadas (29 anos) concretizar as expectativas iniciais: Ser uma Escola Referência na Região.

No presente, a EP Cisave tem como entidade proprietária a Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, entidade reconhecida e de interesse público, com saber e experiência acumulada, que desde setembro/2019 assumiu o compromisso e a responsabilidade de renovar e projetar a escola para patamares, ainda, mais elevados de qualidade, cujo foco principal são os alunos e a formação integral dos mesmos, através de um envolvimento e participação corresponsável, de acordo com o Projeto Educativo preconizado, que prevê a aproximação permanente com a comunidade, os contextos de trabalho e de projetos de vida, tendo em mente a preparação cabal dos jovens, no respeito pelos seus interesses, motivações e capacidades.

Consciente de que a Educação – Formação deve contribuir para o desenvolvimento integral cultiva-se uma postura de abertura à inovação pedagógica em que o envolvimento e a participação de cada um contribua para a construção de uma Escola que se quer dinâmica, humanizada, participada/participante e inclusiva.

Neste contexto e enquanto agente de formação reconhecido na região em que se insere, desenvolve, constrói, organiza e monitoriza um conjunto de ações envolvendo a comunidade educativa e os agentes externos, materializadas através de Protocolos/Parcerias, Intercâmbios/Estágios, redes de cooperação e projetos de empreendedorismo.

Image